Espero Curar-me de Ti

Qual é o tempo para amar ou deixar de amar, de viver ou morrer? E como passageira e impermanente é o que é experiente e se sente? Poderia uma redução nas últimas semanas e dias que por muito mais tempo compartilhado com os outros?
Quanto é o tempo de viver, de frente para a eternidade da ausência?
E a linguagem do silêncio diante da tentativa diária para se comunicar? Expressa a eternidade do silêncio em memória e intenções, em diálogos desenhados no espaço infinito da mente ..

O que o poeta diz em seus versos:
Poesia como ocorre um acidente, um ultraje, um amor, um crime ocorre diariamente, sozinho, quando o coração de um homem começa a pensar sobre a vida.

O poema é o momento em que o sangue é capturado com o pensamento da vida.

A prática da poesia é um trabalho sem vergonha. O aspirante a poeta é um santo nu, é um negociante de heroísmo, é um homem vendido livremente. O poeta usa o homem como um amante das mulheres atendidas, a dizer a palavra final. (As palavras finais são aquelas que as pessoas usam todos os dias.) O poeta como o amante deve vir ao silêncio: o silêncio é Deus ou morte, ou ambos ao mesmo tempo para as almas felizes.

Espero curar-me de ti em uns dias.Devo deixar de fumar-te, beber-te, pensar-te. É possível. Seguindo os requisitos do dever moral. Eu me receito tempo, abstinência, solidão.

Está bem para você não querer mais nada em uma semana? Não muito, ou pouco, é o bastante. Em uma semana você pode recolher todas as palavras de amor que se tenha pronunciado sobre a Terra e pode queimá-las. Você vai se aquecer no fogo do amor queimado. E o silêncio. As melhores palavras de amor são entre duas pessoas que não dizem nada.

Devo também queimar o outro lado e a linguagem subversiva do amante.

(Você sabe como eu dizia que te queria quando dizia "está quente", "Dê-me água", "você sabe dirigir?", "Foi a noite" ... Entre o povo, ao lado de seu povo e o meu , quando eu dizia  'já é tarde' e você sabia que eu dizia "eu te quero").

Uma semana para recolher todo o amor no tempo. Para dar-lhe isso. Para fazer com ele o que quiser: salvá-lo, acariciá-lo e jogá-lo fora. Não é bom, é verdade. Eu quero apenas uma semana para descobrir as coisas. Porque isto é muito semelhante a quem sai de um asilo para entrar em um cemitério.

Autoria: Sabines

Traduzido daqui -> http://infinitosmundos.bolsanegra.net/2010/07/espero-curarme-de-ti.html

You have read this article Poesias with the title Espero Curar-me de Ti. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2010/10/espero-curar-me-de-ti.html. Thanks!