Divas no Divã

 

Ontem uma amiga me emprestou um vídeo: Divas no Divã. Ela disse: muito engraçado e fala da auto-estima da mulher. Adoro comédia, embora elas tenham que ser muito boas para me fazerem rir nos primeiros quinze minutos, senão minha paciência já foi, desligo e pronto, já sai o veredito: Detestei!!! rsrsrsr 
Bem, então fui assistir Divas no Divã e recomendo pra todo mundo, pois eu ri de doer a boca. Sério!!!As crianças aqui em casa também adoraram. Dá pra assistir com as crianças porque é sem palavrões ou apelativos ridículos. É divertido mesmo! O vídeo é a peça de teatro da Chris Linnares. Procurando pelo assunto achei no Youtube a peça toda que assisti em vídeo. Vou postar aqui a primeira parte, se você gostar como eu, vá lá e assista o resto. Na minha opinião você só vai ganhar! Além de tudo, o humor da peça te faz refletir sobre vários aspectos do universo feminino. Atitudes em geral que nós, mulheres, com certeza muitas vezes já fizemos. E uma frase que me marcou na peça (e vc só vai entendê-la direito quando terminar a peça se assistir toda): 
" Eu te reprovei uma vez, mas nunca pensei que

esses anos todos VOCÊ tivesse se reprovado"
E você? Tem se reprovado muito ultimamente? Pense nisso! Beijos!


Olha o vídeo aí...






You have read this article Humor with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/divas-no-diva.html. Thanks!

Pra Falar de Amor

Eu te chamei aqui porque queria te falar sobre grandeza. Mesmo mal te conhecendo, sofria de uma urgência de falar sobre o quanto eu aprendi nesses anos, o tanto que eu carreguei de bagagem, como alguém que volta de uma viagem cansada, mas ainda tem força pra mostrar as fotos. Eu te chamei, disfarçando essa inocência com algum conhecimento adquirido ao longo do tempo. E ostentando um resquício de orgulho,exibi meus valores, princípios e tudo aquilo que me fazia pensar ser uma mulher muito vivida.

E você respondeu com silêncio. Um silêncio de alguém que escuta, atento, a uma informação que na verdade poderia continuar não dita, mas sabe-se lá o por quê, naquele dia era algo que te importava. Dedicado em interpretar cada palavra, gesto e tom de voz, você me deixou falar. Quando ninguém mais no mundo me ouvia.



Eu te puxei pra cá porque queria falar de tristeza. Como uma criança que acabou de cair da bicicleta, eu vim correndo te mostrar o machucado. Exposto, ardendo, fazendo companhia a uma porção de cicatrizes. E, mesmo sabendo que ele, assim como todos os outros, iria fechar com o tempo, eu quis que você olhasse. Eu contei minha novela triste, aumentei o teor do drama. Me fiz vítima, entregue, cansada.

E você, outra vez, respondeu com silêncio. Esse silêncio confortável, um que existe enquanto a minha cabeça encosta no seu ombro. Um silêncio que cuida, faz o tempo passar, diz mais do que qualquer conversa de regeneração. Preocupado em fazer o resto do caminho valer à pena, você colocou um abraço ao meu redor, e eu voltei a pedalar em segurança. Quando já achava que nem tinha porquê seguir.



Eu te fiz ficar porque queria falar sobre alegria. Queria te contar do quanto ainda me admirava descobrir algo tão doce, quando todos os doces já me pareciam amargos. Eu quis te falar do sol que eu vejo mesmo quando fica nublado, do tanto que o meu peito se aquece mesmo nesses dias de inverno. Quis avisar do quanto o tempo me surpreende, de como o contraste da vida aumentou, do quanto cinco dedos entrelaçados aos meus fizeram tudo ser possível.

Você me abraçou e me fez dançar no quarto. Riu dos meus defeitos e me comprou um guarda-chuva novo. Me acordou com café da manhã na varanda e descobriu a melhor maneira de abraçar alguém enquanto dorme. Extrapolou a minha probabilidade de sorrisos e preencheu o predicado de tudo em que hoje eu sou sujeito. Inspirou, acolheu, fez melhor e falou o que sempre precisei ouvir. Uma resposta sincera, completa, inédita.



E aí fui eu que calei.

Porque quando não sou eu que falo, quando o meu coração palpita e eu calo, é você que fala em mim. E quando a gente fala junto, quem se cala é o próprio mundo, pra ouvir falar de um amor sem fim. 


* Já viram que virei fã né? Cada palavra parece que fala de um mundo que vivo ou que  também vivi.

You have read this article Crônicas with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/pra-falar-de-amor.html. Thanks!

A Inveja










De todos os personagens mitológicos criados, existe um que realmente me intriga: a inveja. Dona inveja, até onde se sabe, percorre mundos e fundos com uma única missão: fazer mais e mais pessoas acreditarem na vil teoria de que ela tem o poder. E que poder! Com um leve toque da danada, o pobre contaminado já vira uma sanguessuga de primeira, saindo por aí tal qual um vampiro em busca de pescoço.



Podemos dizer que sua viagem missionária começou há muito tempo atrás, mais precisamente quando o tal do Poder começou a dar as caras. Pois bem, desde então, inveja e poder não se suportam, não é segredo pra ninguém. São bastante típicas essas guerrinhas mitológicas, mas mais comum do que elas é o seu resultado: os mortais é que sempre acabam pagando o pato.



E cá estamos nós, essa gentarada transitando por aí em posições desiguais. Uns com tantos, outros com poucos, enfim, o cenário perfeito para a nossa vilã agir. Porém, ciente de seu poder degradante (e da de nossa incapacidade de distingui-la da pura e simples admiração) a população iluminada resolveu fazer justiça com as próprias mãos: criou um contra-ataque para a pobrezinha. E tudo seria um triunfo se as armas não fossem assim tão...confusas. Pé de pimenta, amuleto de figa, olhinho grego, galho de arruda... Comé que é mesmo?



Aí vieram esses dias me oferecer o "colar do mau olhado" e quem olhou torto fui eu. Ok, tenho lá minhas superstições básicas, mas não consigo entender a vantagem de se andar com uma salada no pescoço. Já é absurdo pensar que eu perderia alguma conquista minha só porque “fulana não gostou”, mas mais absurdo ainda é pensar que uma pobre pimenta barraria o problema. Engraçadas também são as pessoas que jurampordeus (e adoram!) serem invejadas. Ué, penduricalhos no pescoço pra quê então?



É por isso que pra mim a inveja é quase um mito. Uma amiga imaginária, que só aparece pra quem quiser ver. Apesar de reconhecida como pecado capital, se você realmente não der bola, ela não faz nada. Nem a minha fama e quem dirá o meu Ibope. É só um termostato bobo que me avisa sempre que o melhor é me garantir sozinha. Porque uma coisa é acreditar no amuleto, outra bem diferente é botar fé em você mesma.





Autoria: Milena Gouvêa







* Assino embaixo. Tema sempre atual e verdadeiro. no universo feminino (no masculino também, mas eles não dão tanta bola pra isso)

You have read this article Crônicas with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/a-inveja.html. Thanks!

Taquicardia

 Crônica maravilhosa de se ler!




Já era esperado que o tempo fizesse tantos rodeios para te trazer. As melhores coisas da vida – as mais densas e as mais doces – podem demorar anos para chegar ou serem percebidas. Príncipe encantado é uma delas. Dizem que eles vêm à cavalo, mas sei lá por que (vai ver foram as tuas rebeldias) você resolveu vir à pé. Veio devagar, olhando a paisagem, sem pressa de chegar. E eu aqui, com esse coração desiludido! Apressado para encontrar alguém, porém preguiçoso demais para arriscar. Demorou, demorou. Tão lento quanto ele. Mas chegou, mas veio.



E também quando veio, não houve cardiologista que desse jeito. Carros de fórmula 1 ficariam para trás, foguetes repensariam seus conceitos sobre velocidade. Até a luz pararia para tomar fôlego. Não venceriam, não do lado deste coração aqui. Ganhou vida de novo, acelerou completamente. Cento e vinte batimentos por minuto e você em todos eles. Bombeando vida pro corpo, motivo para os dias, pulsação de novidade.



Virou totalidade. Coração na boca, coração na mão. Fiz das tripas coração. E quando vi, era você em toda parte. Na certeza, na surpresa, no impulso que me fazia apaixonada e nessa serenidade que é achar um porto seguro. Eu era eletricidade. Inflamável à tua presença, iluminada por essa vida nova. O coração seguia palpitando, acelerando. E eu, desde então, segui Fernando.



Diga trinta e três: nunca me senti tão viva. Diga um ano e cinco meses: a felicidade resolveu provar que existe. Diga infinito, meu amor, que eu vou lá buscar pra nós. E nós vamos provar pro mundo que frio na barriga e rotina dançam juntos, que a chance a sorte podem ser amantes. Que tudo pode até ser assim cético e cinza, mas no meio de tanta friagem, a nossa verdade existe. Imune ao tempo, indiferente à distância, bem cuidada como todo coração deve ser.



E o meu segue quente, fervendo,
acelerandosódepensaremvocê. Aliviado pela luta vencida, mas renovado pelo prêmio do final. Mais forte, mais vermelho. Hoje ele não bate: espanca. Sacode, move o mundo. Grita teu nome. Desestimula os dias sem você a fazerem sentido. Treina rápido e acelera, porque sabe que tem muito ainda pela frente. E sorri tranqüilo a cada dia, por ter um milagre tão grande e constante para agradecer. Piegas ao extremo, romântico de nascença. Mas nunca, nunca mais o mesmo. Eu só vivo amor desde que resolvi viver você.




Autora:  Milena Gouvêa





* Um dos textos mais lindos que li...compartilho com vocês!

You have read this article Crônicas with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/taquicardia.html. Thanks!

Lei Seca

Para rir um pouquinho..rsrsrs
You have read this article Humor with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/lei-seca.html. Thanks!

O Filho Preferido

Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido,
aquele que ela mais amava.
E ela, deixando entrever um sorriso, respondeu:
”nada é mais volúvel que um coração de mãe.
E, como mãe, lhe respondo:
o filho dileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma
é o meu filho doente, até que sare.
O que partiu, até que volte.
O que está cansado, até que descanse.
O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.
O que está estudando, até que aprenda.
O que está nu, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.
O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que os crie.
O que prometeu, até que se cumpra.
O que deve, até que pague.
O que chora, até que cale.
E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou:
o que já me deixou, até que eu o reencontre”.


Sérgio Zambiazi
Oh, Deus, e não é isso mesmo? Bela poesia!
Dedico a todas as mães que sabem o que é
 o amor incondicional que sentimos por nossos filhos. Bjs!

You have read this article Textos Lindos with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/o-filho-preferido.html. Thanks!

Olhe para trás!

Está vendo o caminho percorrido?
Entre quedas e tropeços, subidas e descidas, momentos bons e ruins, chegamos até aqui.
Vivemos histórias que não pertencem a ninguém mais.
Guardamos na memória, fatos que máquina nenhuma no mundo conseguirá revelar.
Fazem parte das nossas lembranças, nossos passos e da pessoa única que somos.
Mas, infelizmente, temos o hábito de guardar cicatrizes do que nos fez infelizes e olharmos como uma lembrança distante e apagada o que nos deu alegria.
É possível ressentir uma grande dor com grande intensidade, trazendo à tona as mesmas emoções vividas, mas como é difícil ressentir do mesmo jeito, uma felicidade que um dia nos fez vibrar!
O ideal seria inverter as situações.
Guardar na pele e na alma cicatrizes do que nos fez bem e nos lembrar do mal sem muita nitidez.
Guardar das pessoas o lado bom, o bem que nos fizeram e o que de bom vivemos juntos.
Talvez devesse constar com mais freqüência as palavras perdão e compreensão no nosso dicionário.
De vez em quando, digo, olhe para trás!
Mas não se volte completamente.
Olhe apenas o bastante para se lembrar das suas lições para que estas te sirvam no presente.
Não lamente o que ficou, o que fez ou deixou de fazer.
O que é importante seu coração carrega.
Olhe diante de si!
Há esse véu encobrindo o que virá, deixando entrever apenas o que seus sonhos permitem.
Mas existe dentro de você uma sabedoria de alguém que desbravou alguns anos da história.
Existe dentro de você uma força que te torna capaz!
O dia chega insistente como as marés do oceano.
Às vezes calmo, outras turbulento, mas presente sempre.
Viva sempre.
Cada noite dormida é uma vitória, cada manhã, um novo desafio.
E você nunca está sozinho, mesmo qdo se sente solitário.
Todo o seu passado está gravado em você, como gravadas estão as pessoas que vc amou.
Levante esse véu pouquinho a pouquinho a cada amanhecer; sem pressa, saboreando a vida como uma aventura, nem sempre como um mar calmo e tranqüilo, mas possível, muito possivelmente vitoriosa.
Construa hoje as suas marcas de amanhã.

Autora: Letícia Thompson
You have read this article Mensagens / Textos Lindos with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/olhe-para-tras.html. Thanks!

Janelas da Vida

Abra a janela do teu coração e deixe a alma arejar! Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos que envelheceu e você nem se deu conta? Deixe que o vento leve para longe...

Livre-se também do ranço amargo de toda mágoa e do rancor, faça uma boa limpeza na vidraça do coração, garanto que você enxergará melhor a vida lá fora.

Deixe a luz inundar tudo, apagar as marcas das decepções, as tristezas das derrotas e da mania de sofrer por sofrer e acima de tudo, permita que o sol derreta o gelo da solidão.

Apaixone-se por um sorriso e sorria junto, ilumine as janelinhas dos olhos... Ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs.

Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos, ninguém sonha em vão, e também não é verdade que os sonhos fogem, as pessoas é que desistem, e eles morrem.

Desenhe um horizonte além da tua janela, exagere nas cores e... Faça florescer todos os campos que sua vista alcança. Vá além, muito além....

Abra a janela da vida e seja pleno em cada coisa ainda que pareça pequena. Viva com a espontaneidade de uma criança. Debruce na janela e não olhe a vida passar através dela... Viva!

Autoria: Lady Foppa
You have read this article Mensagens / Textos Lindos with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/janelas-da-vida.html. Thanks!

15 VERDADES SOBRE DEUS

15 VERDADES SOBRE DEUS

1-'Deus não escolhe pessoas capacitadas, Ele capacita os escolhidos.'
2 - 'Um com Deus é maioria.'
3 - 'Devemos orar sempre, não até Deus nos ouvir, mas até que possamos ouvir a Deus.'
4- 'Nada está fora do alcance da oração, exceto o que está fora da vontade de Deus.'
5- 'O mais importante não é encontrar a pessoa certa, e sim ser a pessoa certa.'
6 - 'Moisés gastou 40 anos pensando que era alguém; 40 anos aprendendo que não era ninguém e 40 anos descobrindo o que Deus pode fazer com um NINGUÉM.
'7 - 'A fé ri das impossibilidades.'
8 – ‘Quando aquele(s) que você julgar ser inimigo(s) tiver(em) a ousadia de bater à sua porta, simplesmente diga: "JESUS, por favor, atenda essa(s) pessoa(s) pra mim!’
9 - 'Não confunda a vontade de DEUS, com a permissão de DEUS.
10 - 'Não diga a DEUS que você tem um grande problema. Mas diga ao problema que você tem um grande DEUS.
11 – ‘Eu sem DEUS não sou NADA e com DEUS sou tudo.
12 –‘ DEUS tudo vê, tudo escuta, tudo sabe. É justo e bom!'
13 – ‘ Davi dirigiu ao Senhor as palavras deste cântico, no dia em que o Senhor o livrou das mãos de todos os seus inimigos e das mãos de Saul, dizendo: O Senhor é o meu rochedo, a minha fortaleza e o meu libertador. É meu Deus, a minha rocha, nele confiarei; é o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O meu Salvador; da violência tu me livras. Ao Senhor invocarei, pois é digno de louvor; assim serei salvo dos meus inimigos.’ (II Samuel,22)
14 – ‘A mão de DEUS sempre está vertente para o nosso lado. ELE nunca desampara!’ “Estendeu do alto a sua mão e tomou-me; tirou-me das muitas águas.”
15 – 'CREIA! DEUS é louco por ti, te ama mais que a tudo e todos. É teu pai amado!'

* Não, eu não tenho vergonha. Eu louvo e declaro: EU AMO DEUS!!!E SEI QUE ELE ME AMA! AMÉM *

(Desconheço a autoria) 

 
♥ " Alguns podem te odiar,
fingir que te amam também...
Então, pelas costas, eles até tentam te eliminar.
Mas... Quem Deus abençoa, ninguém amaldiçoa!... " 
You have read this article with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/15-verdades-sobre-deus.html. Thanks!

Lucas Pereira continua desaparecido!




É engraçado como as coisas acontecem... Estava eu assistindo a um filme "Quem sequestrou Elisabeth Smart?", garota americana que ficou sequestrada seis meses. A polícia desistiu de procurar, mas os pais não. O alerta Amber, que existe nos EUA, é a junção da polícia, os meios de comunicação e a sociedade na busca de crianças desaparecidas. Quando o alerta é dado crianças são salvas. Crianças são encontradas. Voltam ao retorno de seu lar de onde nunca deveriam ter saído. Terminei de assistir ao filme e antes de ir dormir fui olhar meus emails e tinha a seguinte mensagem para mim da Mãe do Lucas Pereira, criança de apenas três anos que despareceu sem deixar vestígios no dia 21 de junho.









Mensagem da Érika, Mãe do Lucas Pereira




" Sou uma mãe que desde 21 de Junho de 2008, chora e implora ao Deus Vivo, que traga meu filho de volta. Que proteja sua vida e integridade física. Meus dias têm sido incertos, meu coração sangra de dor, minha alma chora e pede por socorro, no desespero de ter meu filho de volta.Eu pensava que era infeliz, mas agora eu tenho certeza que eu era feliz e não sabia. Ah! Lucas meu filho onde vc esta? Com quem? Pra que? Porque? São perguntas que me torturam a cada segundo. Imploro a todos os internautas que me ajude a divulgar a foto de meu anjinho ele quer muito ser encontrado, tenho certeza que ele quer muito voltar para o seio da família.



Só quem passa é que sabe, Lucas a mamãe aguarda sua volta! Difícil ler uma noticia dessa e não imaginar a dor, o sofrimento, a angústia e a espera que nós estamos vivendo... Nós estamos vivendo em um ambiente cada vez mais inóspito, no qual a ganância pelo dinheiro e a facilidade em consegui-lo transforma os ditos seres humanos, em criaturas irracionais e selvagens. O meu filho teve seu direito fundamental usurpado de uma forma tão fácil, tão cruel. Mesmo quem é pai e mãe não consegue sentir a magnitude do nosso sofrimento que passamos a ter após meu filho ter sido tirado de nosso convívio. Creio que as pessoas que tiverem informações sobre esse anjinho, terá como recompensa não ( somente ) cifras, mas a certeza que restabeleceu a alegria e a vida de uma família. E principalmente a alegria de Lucas Pereira, um anjo de apenas 3 aninhos de idade, que deseja muito ser encontrado. Peço a quem souber informações sobre essa criança que as leve a policia..." (sic)



A fé e a perseverança são os ingredientes de um amor incondicional: O AMOR DE MÃE! Enquanto cidadã e mãe, essa história e a de muitos outros me chocam e entristecem. Imaginar que essa criança não sabe nem o porquê de ter sido levada embora, imaginar a saudade do colo materno, de seus irmãos, de seus brinquedos. Há ainda a dor da incerteza de seus familiares: O que aconteceu com o pequeno Lucas? Onde ele está? Ele está vivo? Está morto? Você o viu? Você pode ajudar de alguma forma? São perguntas que ecoam. Da minha parte posso ajudar de duas formas: uma, é a publicação desse post e a segunda é pedir a VOCÊ, que está lendo esse post, que me ajude a divulgar a foto do Lucas para que Deus, em sua misericórdia possa tocar nos corações de quem está com o Lucas ou nos de quem sabe de alguma informação sobre o paradeiro dele. Desde já agradeço qualquer tentativa de ajuda aos familiares. Que os anjos o(a) abençoe!!!























You have read this article Fico Indignada / Utilidade Pública with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/lucas-pereira-continua-desaparecido.html. Thanks!

Meu blog é quente!

Muito fofo o selinho que recebi da minha amiga Monika do Toques de Prazer
Muito obrigada, querida! Amei a indicação, o selinho e por ter se lembrado de mim! 
Repasso o selo para os blogs amigos abaixo:  
Beijos!!!!
You have read this article Selos e Prêmios with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/meu-blog-e-quente.html. Thanks!

A Linguagem das Flores

Navegando pela Internet procurando belas imagens encontrei um grupo no Flick sobre flores. As imagens de Agosto sobre  linguagem das flores...Absurdamente lindo de se ver!
Frisée

GLADIOLUS: "Frisee" by canelledor; Stuttgart, Germany



billion of pink star clusters

"billion of pink star clusters” by bridgy2008; Nuremberg, Germany



Always Be My Baby

“Always Be My Baby” by Jose Luis Mieza/Reinate; Manresa-Barcelona, Spain



Sonnenhut

“Sonnenhut” by Frau Koriander/Anke Peterat; Bremen, Deutschland



...

"… Composition" by blue ice



Showing Off

"Showing Off” by Spheres57/Holly; Canada



Yellow Rose Closeup

“Yellow Rose Closeup” by Paul29031



Sweet Scent

"Sweet Scent" by DigiDi/Diane; Nebraska, USA.



into the fold

"into the fold" by Rootzz 4U, Georgia, USA 
You have read this article Dicas legais with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/a-linguagem-das-flores.html. Thanks!

Quero um Mundo de Anjos e Fadas

Quero um mundo de anjos e fadas



onde o bem seja o ar que se exala



e o perfume das flores seja a essência da harmonia



que é sempre presente



e todos percebem e sentem



Quero um mundo de anjos e fadas



onde o sorriso e o olhar de carinho seja o porta-voz



dos protestos contra o mal 



Quero um mundo de anjos e fadas



Quero ser só luz e gratidão



Quero dançar ao vento



com flores que voam dos meus pensamentos



quero sentir a alegria de um mundo mágico



de amor universal



quero brincar com crianças que nunca crescem



e que sonham com o dia em que os mortais vejam



um mundo sem igual



de anjos, fadas e animais mitológicos



onde nem sempre as bruxas são feias e tristes ou amargas



mas simplesmente feiticeiras



simplesmente sábias no trabalho com ingredientes fantásticos



que a própria natureza fornece



Ah...Eu quero um mundo assim



com fadas, elfos, anjos e sereias



Quero cantar nessa dimensão



e minha voz será sempre ouvida



pois minha cantiga só dirá



que o mais importante nesse mundo é amar..



por amar...







Autoria Jõ Angel em 03 de agosto de 2008
You have read this article Meus Poemas with the title August 2008. You can bookmark this page URL http://ramblingruralrector.blogspot.com/2008/08/quero-um-mundo-de-anjos-e-fadas.html. Thanks!